Thursday, June 17, 2004

A Cidade de Deus

O filme Cidade de Deus (2002) foi sucesso nas bilheterias.
O filme mostra como é a vida das pessoas que moram nas favelas, que desde pequenas já aprendem a ser criminosos.
as cenas mostram-nos a realidade da vida dessas pessoas bem como ela é.
Desde que nascem, os moradores da Cidade de Deus convivem com outros criminosos. Sua família, seus vizinhos, seus amigos, enfim, a grande maioria são bandidos e assassinos.
E à medida que vão crescendo, eles vão tomando o caminho do crime, da violência, do tráfico, e se tornando cada vez mais violentos.
O filme mostra cenas que nos deixam chocados, como mortes violentas, crianças marginais, entre outros.
Eu acho que o filme foi muito bem feito, com cenas fortes e reais.
baseado em fatos reais, o objetivo era que o filme tivesse essas cenas.
É interessante olharmos o filme e vermos como é a vida de quem morava na Cidade de Deus, pois essas pessoas provavelmente teriam pouquíssimas oportunidades na vida.
Os negros são mais discriminados do que os brancos, pois os negros têm mais aparência de bandido do que os brancos.
Na minha opinião, o filme Cidade de Deus merece muitos prêmios, por ser um filme interessante e realista.
E merece ser reconhecido não só pelo Brasil, mas por muitos outros países.
Certamente, o filme Cidade de deus vale a pena de ser assistido.

Ana Júlia Rauber

RESENHA CRITICA DO FILME CIDADE DE DEUS =By Lu=

O filme, alem de nos surpreender com imagens chocantes, nos mostra um poco do que e a favela, como funciona o trafico, o porque das mortes e guerras, como tudo comeca e como tudo termina.
Alias, como continua...
A ideia deixada e de que essa violencia, que surge por varios motivos, nao acaba.
Ze Pequeno, o "dono da cidade de deus", morre ao final do filme. Quem o matou?
Se voce for pensar, na real, foi ele mesmo!
Alimentando seu povo com poder...
Quando ele perde esse poder, qm fica no comando e qm tem mais forcas.
Achei excelente o filme! Nos faz refletir sobre este que, na maioria, nao e nosso mundo, mas faz parte do nosso pais!
E os estrangeiros? Temerao fazer visitas ao Brasil apos ver o filme?
Isto eu nao sei... Mas, um primeiro passo para nos, eh assumir, naum soh os pontos bons, mas tambem, o "podre" da nossa nacao!

[...Lu...] o_O

Todos somos iguais

Na minha opinião o filme de Fernando Meireles ficou perfeito pois, mostra de fato o que acontece nas favelas brasileiras, mostrando que a raça predominante seria a dos negros.Por serem negros e pobre, minguem se preucupa com eles, pois la tudo tem seu preço.
De certa forma podíamos tirar uma lição dessas favelas, pois se o Brasil fosse tão organizado como o trafico de drogas que predomina.Tudo seria diferente, pois cada um tem sua função e ninguem quer passar a perna em ninguem.
posso até dizer que um traficante cuida mais da sua favela, ou melhor de sua ''boca'' do que o presidente cuida do nosso país.

Nòs podemos ser a solução!

Para começar, por que nòs memsos, que contribuìmos com essas desgraças e desavenças que acontecem no nosso mundo ficamos apavorados, assustados e querendo que acabem com essas matanças? Serà que nosso futuro irà desabar? Espero que nào.
Nos dias de hoje, como tudo està, tentamos ter e ser pessoas que podem sustentar seus pròprios luxos e caprichos, sem saber como, e de que maneira conseguiu isso. Comparando com o filme Cidade de Deus, vemos com clareza a forma de vida daquelas que necessitam mais do que nòs.
A forma de vida das pessoas que tem necessidades maiores è totalmente diferente das pessoas que tem um bom trabalho, um bom carro, uma famìlia, segurança e lazer. Certamente, como vimos em Cidades de Deus, eles não podem e não tem como viver a vida de outra forma, a não ser matando, roubando, ameaçando e procurando outras mil formas violentas e anti-sociais de viver.
Està mais do que na hora de colocar-mos as mãos em nossas cabeças e nos perguntar-mos se, qual o futuro e o mundo que queremos? Com certeza não. Todos queremos um mundo melhor, mas para isso è preciso que cada um faça a sua parte, então faça a sua!
Você verà que o mundo vai te agradecer, e que as coisas vão melhorar... afinal, você è eternamente responsàvel pelo que fazes...

Barbara Schwalm

Cidade de Deus

O filme Cidade de Deus mostra a realidade das favelas do Brasil.
Olhando o filme, vemos que se ele for divulgado no exterior, muitos que querem visitar o Brasil não vão mais, por causa da violência mostrada no filme.
Lendo o texto de Janus Mazyrzky, "Cidade de Deus rumo ao Oscar", pud ver seu ponto de vista do filme Cidade de Deus e, concordar com a sua opinião sobre os personagens. Ele diz que no filme os personagens podem se ver na tela do cinema e no livro os personagens não podem, ou não lêem o livro em que estão dentro.
No filme, o mais chocante são as crianças que querem dominar a favela, e ficam muito felizes quando matam para conquistar o que querem.
Não gostei do filme, mesmo sendo essa a realidade nas favelas. Achei que no início, o filme mostra a favela organizada, com casas bem feitas. No início do filme já mostrava que antigamente havia ladrões na favela. Depois de passar alguns anos vê-se que o ambiente mudou bastante, tendo mais contrabando de drogas, e mais ladrões, pois nesses anos que passaram mais crianças cresceram na favela. Todos os ladrões, e os contrabandistas eram amigos, mas depois que dividiram a favela, uma gang ficava de um lado e a outra gang do outro. Com isso havia uma guerra sempre, entre as gangs, e entre a gang, ou as gangs, contra a polícia.
No filme tudo se acabou quando os ladrões foram presos ou mortos.
Por isso reforço minha opinião de que esse filme é voltado contra o Brasil, por causa da violência, das drogas, e dos ladrões mostrados na favela.
Richert Bauermann

Cidade de Deus

Com certeza o filme Cidade de Deus abalou a todos. É um filme que é considerado por todos muito violento e forte, por apresentar cenas reais do Rio de Janeiro.
Na minha opinião o filme é ótimo, mostrou a verdade sobre a violência.
Todos que assistem ao filme não acreditam nas cenas mostradas. As pessoas acreditam que os fatos não acontecem no nosso mundo. Mas é bem o contrário: esses fatos acontecem freqüentemente aqui mesmo no Brasil.
A humanidade deve aceitar que tudo se passa num filme baseado em fatos reais do dia-a-dia brasileiro.
Nós podemos estar aqui, estudando, trabalhando, sentados nas poltronas de nossos lares, enquanto nas favelas as pessoas estão lutando pelo trabalho, estudo, e até mesmo por um lar, acabando com suas vidas em busca de uma vida melhor.
O filme Cidade de Deus fez com que nós pudéssemos refletir um pouco sobre o nosso mundo. É um filme maravilhoso e com certeza ficou marcado como um dos melhores filmes de 2002.

Caroline Luize Welter

crítica do filme "Cidade de Deus"

Ao assistir ao filme "Cidade de Deus", você entende porque dizem que ficção científica é muito melhor do que a sua realidade. Pois mesmo nos dias de hoje, no tão chamado século XXI, com toda tecnologia e liberdade de expressão, ainda nos envergonhamos ao assistir um filme onde poucos sobram para contar a história, sendo difícil admitir que isso acontece a poucas horas de avião em nosso país.
Ao final do filme, você mal pára para pensar nas últimas duas horas onde tudo acontece rapidamente, onde muitas histórias contadas separadamente terminam juntas, e o seguinte aparece na tela: "Baseado em fatos reais".
Ao ler uma crítica de um autor desconhecido, discordei com o fato de ele dizer que o filme é perturbante. Não discordo mais. Como é possível pensar que, uma criança de mais ou menos 12 anos, mata o maior assassino e traficante dos últimos anos?? Como é possível um homem (que no caso do filme seria o garoto Buscapé), conseguiu não entrar na vida de traficante, de bandido e realizar seu sonho de ser fotógrafo e homem honesto? É sim perturbante.
Letícia Ange Pozza
Não admitir que isso é realidade, é como não admitir que negro é negro, e branco é branco. Mas como fica nossa imagem, com a frase: "Baseado em fatos reais"?
Devemos sim admitir nossa identidade, não nos enganar com quem somos, mas não podemos deixar de dizer que essa imagem não nos prejudica.

Negro, a marginalidade em sua cor

O filme brasileiro Cidade de Deus tem uma base praticamente igual às demais produções cinematográficas brasileiras, mostrando o lado negro dessa nação.
A produção é um tanto crua, sem rodeios nem máscaras e até sem aquele "modelinho" de filmes que distuingüem o mocinho do vilão, onde o bem se trona o herói da história. Essa relação ressalta a diferença que existe entre a história fictícia de um enredo comum e o desenrolar criativo desse.
Ao assistir ao filme, parece que caí um pouco mais na realidade não distante da minha vida. Mas eu não me conformo, visto que fico sem saber o que fazer para mudar pelo menos o rumo dos pequenos, que nascem e crescem ali, tendo como visão de mundo, apenas o que se passa ao seu redor.
Será que as pessoas se levam pelo caminho da rua porque querem ou, porque não tem saída? Acho que o querer pode ser sempre muito forte. Visto que o menino Buscapé foi atrás de uma vida longe de marginalidade e criminalidade, tirando de lição os erros dos outros.
Pode-se concluir, afirmando que o negro em nossa sociedade é visto como o filho pobre da nação, que só mata e rouba, bem como é visto no devido filme.
Caroline R. Prates

Filme de bandidos retratando a realidade?

Atualmente estamos acostumados a sair dos cinemas com um sorriso no rosto ou lágrimas nos olhos, pois o bandido morreu ou o mocinho salvou a cidade e por aí vai. Porém no ano de 2002 o povo brasileiro indignou-se diante de uma produção nacional chamada Cidade de Deus. O filme de Fernando Meirelles mostra um Brasil que todos sabemos que existe, mas que muitos tentam esconder: o Brasil das favelas e do tráfico de drogas.
Penso que é preciso muita coragem para colocar em um filme, problemas sociais dessa grandeza de forma tão real e chocante. Mas também é importante para que todos nós aprendamos que não adianta nada e não acrescenta nada um filme onde tudo acaba bem, quando em nosso país a realidade é muito mais cruel.
O filme alcançou todos os objetivos sociais possíveis e quem o nega, ou não percebe a que ponto chegou esse problema, ou é tão frio e egoísta a ponto de não ficar no mínimo indignado, quando ouve sobre crianças roubando e matando por drogas, ou a mando dos "donos das favelas". A frase que melhor descreve isso é "assistir a Cidade de Deus é um dever cívico". Zuenir Ventura tem toda a razão, pena que ainda exista gente que fecha os olhos diante da realidade.

Renata Ramisch

Cidade de Deus

O filme Cidade de Deus consegue expressar de maneira realista e forte, a vida nas favelas.
A maneira com que o filme foi feito, com certeza desencadeou uma série de fatores importantes.
Não concordo que o filme realmente mostre o que é a vida em uma favela, pois morar nos morros não é somente mortes e drogas.
Faltou no filme, mostrar que morar em uma favela pode também sinônimo de coisas boas, afinal, lá há infinitas artes que de um modo ou de outro; são ocultadas no decorrer de nossa vida.
Cidade de Deus fugiu do costumeiro e sempre presente clichê entre o bem e o mal. Não apresenta o mal como derrotado e o bem como vencedor. Muito pelo contrário.Consegue passar que na realidade, não há um verdadeiro mocinho, que consegue tudo o que quer, que cresce na vida de uma hora para a outra.
Uma coisa é você ter em mente um roteiro que abrange o bem como absoluto, como costumam ser os filmes no dia-a-dia. Outra bem diferente é você pegar pontos negativos de um lugar, juntar algumas idéias, e a partir daquilo conseguir montar uma obra tão perfeita como essa.
Não devemos nos esconder de vergonha atrás desse filme. Devemos sim, ter consciência de que muito do que foi passado é a realidade e que, se não mudarmos nossos comportamentos, seremos para sempre prisioneiros da violência e a triste 'guerra' em que vivemos, pode nunca mais ter fim.

Kellen Kunz

Medo e Indignação

O filme Cidade de Deus traz em seu enredo muito medo e indignação ao povo que vê e vive com essas cenas horríveis. No entanto, o filme foi muito bem desenvolvido fazendo o público sentir a angústia das pessoas que vivem ali com esse terror o dia todo.
Só a pessoa que já olhou o filme pode descrever o quanto é horrível viver num lugar dominado pelos traficantes. As pessoas sentem medo por serem ameaçados o dia todo, por estarem vivendo no meio de uma guerra e por não saberem até quando irão viver. Tudo isso provoca muita indignação e rancor.
Apesar do filme trazer todas essas questões, ele foi muito bem produzido, com lugares reais, com retrospectiva do tempo, mostrando como e quando começou essa guerra do tráfico. Sendo merecedor do ISO 9002 por sua qualidade esplêndida.
Essa realidade poderia ser mudada se os policiais deixassem de se vender por qualquer coisa e cuidassem da nossa segurança, pois é para isso que são pagos.


Cristian A. Noschang
cristianoschang@iei.org.br

Cidade de Deus

Muitos acreditam que quem vive na favela é bandido, a sociedade descrimina essa classe social.
Se 10% dos faveladosfossem marginais o Rio de Janeiro seria um inferno. O filmeCidade de Deus cumpre seu papel social, mostrando que muitas dessas pessoas sonham em estudar e ter um bom emprego.
Mas se tantas pessoas desejam sair das ruas para esatudar ou trabalhar, de quem é a culpa deles não conseguirem bons empregos e boas escolas? A culpa é do governo que não oferece boas escolas, que não consegue distribuir a renda? Ou a sociedade tem uma parcela de culpa por não tentar ajudá-los? São questões impoetantes abordadas pelo film Cidade de Deus, que faz todos pensarem sobre a situação do Brasil.
Se por um lado o filme não leva uma boa imagem do país para o exterior, por outro lado ele conseguiu mostrar a realidade do tráfico de drogas.
O filme foge da idéia de que no final o mocinho mata o vilão e todo mundo vive feliz. No final do filme eu fiquei pensando onde estaria o policial bonzinho que iria prender os bandidos e livrar os inocentes da violência. Se o Brasil todo se unir para resolver o problema, ele será resolvido. É a melhor lição que alguém pode tirar desse filme.
Wolfgang A. K. Wiethölter

"Assistir à Cidade de Deus é um dever cívico". (Zuenir Ventura)

Concordo plenamente com essa frase. O filme retrata a relidade brasileira do jeito que muitas pessoas não conhecem.
Talvez por isso seja tão difícil falar e argumentar sobre o tráfico de drogas no Brasil. Só quem convive com a violência sabe o que ela significa. A questão que traz minha dúvida é de onde surgem os traficantes. Se é um caso de trauma familiar, influência de amigos ou até o fato de ser popular nas favelas, ninguém que eu conheça, nunca conseguiu explicar o motivo do tráfico.
Existem brasileiros que não aceitam a idéia do filme Cidade de Deus. Pessoas que não querem acreditar que esse mundo do tráfico existe, e que, na verdade, está bem próximo da gente.
A única coisa que resta para nós brasileiros, é aceitar e aprender a conviver com esse fato real, sabendo que não só os moradores das favelas brasileiras são atingidos, mas sim, o país como um todo.

Ana Paula Hansen

"Cidade de Deus"

O filme "Cidade de Deus" foi sucesso de bilheteria. Trata-se de um filme de impacto muito forte, pois ele mostra a vida nas periferias e nas favelas, a realidade que muitas pessoas não conhecem, muita violência e tráfico.
Na minha opinião, é um filme bom para se refletir, pois nos mostra a realidade da favela. Ao olharmos o filme, pensamos que toda essa violência retratada não acontece por aqui, que é uma cois a de outro mundo. Mas a humanidade tem que se concientizar que essa realidade está sim bem próxima de nós, aqui mesmo no Brasil.
O filme não mostrou só pessoas criminosas, mas que favela também pode ser lugar de pessoa humilde e trabalhadora.
Como o filme enfatiza mais a violência, quando este sai do Brasil, os que assistirem, irão ver o Brasil como um país violento, e isso não é uma boa imagem para o nosso país. O Brasil tem sim muitas coisas bonitas, pessoas boas, humildes e trabalhadoras.

Simone Federhen

Cidade de Deus

Nos anos 60 uam parte da cidade do Rio de Janeiro foi usada para abrigar pessoas tingidas por enchentes.Onde primeiramente seria um lugar pacífico acabou se tornando um lugar de assaltantes e, mais para frente de traficantes. Poderia um filme contando a histórias sobre essa favela carioca (com o sugestivo nome de " Cidade de Deus") dar certo?
Sim. Cidade de Deus de Fernando Meirelles é um filme em que tudo funciona.baseado na obra homônima de Paulo Lins, o filme retrata a vida na favela pelos olhos de Buscapé, um garoto que não quer a vida de bandido para ele. O filme é incrivelmente realista e perturbador ao contar como funciona o tráfico de drogas em uma favela e a violência que envolve o esquema.
Mas não é só violência que existe em Cidade de Deus. O filme tem ótimas cenas engraçadas, recheadas de humor negro.
Com ótima fotografia, maravilhosa edição e principalmente um incrível elenco elelnco (formado na sua maioria or atores amadores que moram em favelas). A viagem para "Cidade de Deus" é tão boa que você nem sentirá o tempo passar.

A Realidade em que Vivemos

Achei o filme Ciaded de Deus muito impactante e tambem muito emocionante. O filme nos mostra uma realidade que talvez nos, os brasileiros, nao somos capazes de imaginar, tamanha violência embaixo de nossos narizes, tao perto de nos e que nada podemos fazer para mudar.
Este filme merece um enorme reconhecimento tanto nacional quanto internacional por quebrar esse preconceito feito com filmes nacionais, mas ao mesmo tempo eu me pergunto:"È essa a imagem do nosso país que gostaríamos de mostrar para o mundo inteiro?"
Não, mas não podemos nos fechar num mundinho perfeito sem olhar para o que nos rodeia, sem dúvida há uma vergonha para nós, que vivemos tão pertinho e saber que a maioria dos brasileiros tem que comviver essa violência dia-dia.
Imagino o medo dos pais, sabendo que seus filhos podem estar mais perto de entrar no mundo do crime, do vício e do tráfico precocemente sendo usuários de armas, drogas e muito dinheiro sujo.
Achei impressionante o medo dos moradores da favela, que ganham benefícios dos traficantes e dos bandidos em troca de silêncio, mas que vivem o dia como se fosse o último, com medo de ser mais uma vítima de uma bala perdida.
Gostei muito do filme e pra falar a verdade antes não era muito chegada em filmes nacionais, mas agora vejo que nunca havia assistido um filme com tanta realidade a mostra como este.
Realmente mudou meu conceito em relação aos filmes nacionais.O filme merece ser reconhecido pelo mundo todo.


O outro lado do Brasil

A cada filme posto em cartaz espera-se algo bom, e fica a pegunta: "sobre o que ira ser feito esse filme?"
O filme Cidade de Deus mostra adolescentes de 11 a 18 anos envolvidos com drogas e armas em uma das maiores favelas do Rio de Janeiro.
Cada pessoa após ver esse filme fica com a mão na consciência, refletindo quando irá acabar esse mundo de drogas e violência?
Pois todos sabem que esse mundo de violência e drogas é realidade no Brasil. Aí cada teleespectador se pergunta: "será que vale a pena ir para o Brasil para ver um mundo
de violência e drogas?" Mesmo mostrando imagens belas de praias, não irá convencer o teleespectador de que não irá apagar as imagens de crinças envolvidas em tráficos de armas e drogas, pois a maioria dos filmes brasileiros são baseados em fatos reais.

Anderson Luís da Siva Câmara.

Cidade de Deus

Apesar de tudo, temos que admitir, a indústria cinematográfica brasileiraestá evoluindo. Cidade de Deus é um exemplo dessa nova geração de bons filmes nacionais, que buscam mostrar a realidade do país para atrair mais pessoas ao cinema, para sensibilizar a sociedadee chocar o público.
O filme, mesmo não sendo uma produção milionária, relata com fieldade o cenário das favelas das grandes capitais brasileiras, conegue mostra-nos que realmente a situação nas periferias é crítica, e que alguma medida deve ser tomada imediatamente.
Enfim, Cidade de Deus vale a pena ser assistido, não é nenhuma superprodução norte americana, mas vai fazer vocë se surpreender com a realidade de mais de vinte milhões de brasileiros e brasileiras.

Cidade de Deus

Dirigido por Fernando Meirelles, Cidade de Deus mostrou a realidade diaria de um menino chamado Buscape, q apesar de viver no meio do trafico nao se deixa levar por essa vida de crimes.
As cenas do filme sao bem dirigidas e quase todo filme se passa na favela, mesmo assim, o filme nao e enjoativo.
O personagem central (Buscape), se ve no meio de uma guerra entre o trafico de drogas na favela onde acaba tirando fotos dos traficantes. As fotos o levaram a ganhar um bom dinheiro e emprego garantido no jornal, onde antes era ajudante.
Buscape acaba se dando bem no final do filme, coisa que nao acontece com seus amigos que acabaram se envolvendo na guerra.
O que choca no filme sao as cenas em que crianças de apenas 8 ou 10 anosja se drogam e brincam com armas. Essa deve ser a impressao que os paises de fora tem de nos:
"Um pais de grandes desigualdades, muitas favelas, drogas e armas"

Cr'itica sobre o filme Cidade de Deus

Todos os anos filmes e filmes lotam os cinemas de todo mundo, vendendo com satiras, ficcao e drama a face do pais de sua origem.
Pessoas assistem filmes e levam para casa a imagem que o filme transmite.
Transformar historias reais em filme, muitas vezes traz coisas que nem as pessoas que convivem com o enredo sabem.
"Cidade de Deus" tras uma visao diferente do nosso cotidiano, mostrando que o que parece impossivel acontece bem proximo de nos.
Saber que em nosso Brasil, pais das praias, do calor e da beleza existe tanta pobreza, mortes e trafico abala e rebaixa o ego de qualquer brasileiro. A questao e a seguinte: se os proprios brasileiros ficam constrangidos com a historia, o que os estrangeiros vao assimilar depois de assistir este retrato da favela que empobrece nosso Brasil? Com certeza vap ter um avisao retorcida e nao vao querer nem sair do aviao no desembarque.
Mesmno transmitindo esta impressao do Brasil, o filme traz questoes que podem servir de licao para os proprios brasileiros. Como a vida de Buscape, o fotografo da realidade. Fotografo da realidade porque tudo que a midia omitia e encobria era capturado pela lente e o flasch de sua maquina, trazendo um pouco de esperanca e alegria para os tespectadores.
Ele fotografa pessoas sorrindo, paisagens de sua infancia e mesmo convivendo com o crime ele aparecia como uma pessoa integra, provando que nem todo favelado e ladraoe ma pessoa.
Eu acho que para nos, que de certa forma ja conheciamos esta realidade, o filme serve como licao, para os estrangeiros ele nao e um filme muito recomendado, pois transforma e muda as ideias sobre nosso brasil.
Na minha opiniao, para passar no cinema e ser assistido por todos, os filmes deveriam mostrar as coisas boas do Brasil e nao infantizar as mortes e a pobreza, ou quem sabe mostrar com mais clareza que um favelado pode ver o por-do-sol e sentir a brisa da praia.

Jose Afonso Correa da Silva

Cidade de Deus

O filme Cidade de Deus consegue expressar de maneira realista e forte, a vida nas favelas.
A maneira com que o filme foi feito, com certeza desencadeou uma série de fatores importantes.
Não concordo que o filme realmente mostre o que é a vida em uma favela, pois morar nos morros não é somente mortes e drogas.
Faltou no filme, mostrar que morar em uma favela pode também sinônimo de coisas boas, afinal, lá há infinitas artes que de um modo ou de outro; são ocultadas no decorrer de nossa vida.
Cidade de Deus fugiu do costumeiro e sempre presente clichê entre o bem e o mal. Não apresenta o mal como derrotado e o bem como vencedor. Muito pelo contrário.Consegue passar que na realidade, não há um verdadeiro mocinho, que consegue tudo o que quer, que cresce na vida de uma hora para a outra.
Uma coisa é você ter em mente um roteiro que abrange o bem como absoluto, como costumam ser os filmes no dia-a-dia. Outra bem diferente é você pegar pontos negativos de um lugar, juntar algumas idéias, e a partir daquilo conseguir montar uma obra tão perfeita como essa.
Não devemos nos esconder de vergonha atrás desse filme. Devemos sim, ter consciência de que muito do que foi passado é a realidade e que, se não mudarmos nossos comportamentos, seremos para sempre prisioneiros da violência e a triste 'guerra' em que vivemos, pode nunca mais ter fim.

RESENHA CRITICA DO FILME CIDADE DE DEUS

O filme, alem de nos surpreender com imagens chocantes, nos mostra um pouco do que e a favela, como funciona o trafico, o porque das mortes e guerras, como tudo comeca e como tudo termina.
Alias, como continua...
A ideia deixada e de que essa violencia, que surge por varios motivos e nao acaba.
Ze Pequeno, o "dono" da Cidade de Deus, morre ao final do filme. Quem o matou?
Se voce for pensar, na real, foi ele mesmo!
Alimentando o seu povo com poder...
Quando ele perde esse poder, quem fica no comando e quem tem, mais forcas.
Achei excelente o filme! Nos faz refletir sobre esse que, na maioria, nao e nosso mundo, mas faz parte do nosso pais!
E os estrangeiros? Temerao fazer visitas ao Brasil apos ver o filme?
Isso eu nao sei... Mas, um primeiro passo para nos, e assumir, nao so os pontos bons, mas tambem, o "podre" da nossa nacao!

Wednesday, June 16, 2004

Autoria dos textos

Os textos deste Blog foram produzidos pelos alunos do 2ºEMB do Instituto de Educação Ivoti,, nas aulas de português, após assistir e analisar o filme brasileiro "Cidade de Deus"!